sábado, 2 de setembro de 2017

Sobre Hermenêutica, Exegese e Eisegese

exegese e hermenêutica
Você já deve ter ouvido falar em exegese e hermenêutica e de suas relevâncias para uma perfeita compreensão de um texto. O problema é que os autores de livros, pregadores e pessoas que conhecem a respeito, nem sempre explicam o que estes termos significam. 

De forma simples, a exegese tem como objetivo tirar as dúvidas sobre um texto específico, fazendo uso das linguagens originais daquele texto, dando assim clareza a interpretação que já esta na Bíblia. Ela deseja analisar uma determinada palavra inserida em um texto específico e ir no mais profundo do seu significado. 

Já a hermenêutica, é direcionada para se conhecer o texto em parâmetros gerais. Ela ensina as regras de interpretação e também a maneira de aplicá-las corretamente. É a ferramenta que aborda com profundidade os textos sagrados nos seus preciosos capítulos e versículos

Uma exegese errada, cria uma eisegese, que consiste em injetar em um texto, alguma coisa que o intérprete quer que esteja ali, mas que na verdade não faz parte do mesmo. Sendo assim, a eisegese consiste em manipular o texto para dizer o que ele não diz. 

Por isso, Jamais confunda Exegese com Eisegese! Se isso acontecer, levará o hermeneuta (aquele que se especializa ou é versado em hermenêuticaa uma falácia hermenêutica (o termo falácia deriva do verbo latino fallere, que significa enganar. Designa-se por falácia um raciocínio errado com aparência de verdadeiro).

Podemos dizer então que a exegese analisa um texto específico, a hermenêutica analisa um texto dentro dos seus aspectos gerais e a eisegese manipula o texto, levando as pessoas ao erro.

Fontes: link, link

    Choose :
  • OR
  • To comment
Nenhum comentário:
Write comentários