quinta-feira, 24 de dezembro de 2020

Um pouco sobre o natal, o nascimento de Jesus.

Imagem de Jesus, Maria e José

Comemorar ou não o natal? Eis a questão! Muitos falam contra o natal e alguns dos argumentos são: "Natal tem origem pagã; Tem muito comercio envolvido, é pura visão de comércio nos dias de hoje e  alguns citam uma violação do princípio regulador do culto.

Apesar de haverem pontos válidos, no VE não cremos que haja qualquer impedimento bíblico para os cristãos comemorarem o nascimento de Cristo – atenção, comemorar o nascimento de Cristo – em uma data qualquer (ou no dia 25 de Dezembro).


Na maior parte das mensagens de natal que recebemos nessa época são sempre muito bonitas. Mensagens de esperança, e inspiradas nos valores cristãos. 

Verdade é que apesar do consumismo existente na sociedade, no ambiente cristão, nós celebramos o aniversário do nascimento de Jesus. E isso é incrível! 

Vou compartilhar um vídeo que tem por título: O Primeiro e Verdadeiro Natal - Contato por Crianças.



Cliquei aqui e veja o canal onde o vídeo está originalmente


Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi dado, e o governo está sobre os seus ombros. E ele será chamado Maravilhoso Conselheiro, Deus Poderoso, Pai Eterno, Príncipe da Paz. Isaías 9:6


Jesus é o principal e melhor presente do natal! Que Ele possa continuar reinando em sua vida!



terça-feira, 21 de julho de 2020

Um pouco sobre o Calvinismo

calvinism
De forma resumida o Calvinismo, que também é chamado de fé reformada ou teologia reformada, é um movimento, uma linha de estudo/pensamento protestatante. Ele foi iniciado por João Calvino, por isso do  nome de Calvinismo, porém também teve a participação de outros teólogos em sua criação, tais como: Martin Bucer, Henrich Bullinger, Ulrico Zuínglio e Pietro Martire. Como já foi descrito acima, João Calvino é o grande expoente do Calvinismo. Ele nasceu em Noyon - França, em 1509, se converteu ao protestantismo entre 1532 e 1536 e faleceu em Genebra - Suiça, em 1564.

Existem cinco pontos principais do calvinismo que são conhecidos como Tulip. Os cinco pontos foram criados a partir de uma contra-argumentação ao protesto que os seguidores de Arminius (um professor de seminário holandês) apresentaram ao “Estado da Holanda” em Julho de 1610. 

O protesto dos seguidores de Arminius se sustentava nos “cinco artigos de fé”, baseados nos ensinos de Armínio - Arminianismo vem de Armínio, se trata de uma outra linha pensamento dentro da fé protestante, irei falar sobre o Arminianismo em outro texto.

Esses são os cinco pontos, a TULIP do Calvinismo:

Tulip


O movimento calvinista foi chamado pela primeira vez de calvinismo pelos luteranos que se opunham ao próprio calvinismo, porém muitos dentro da própria tradição preferem usar o termo Reformado para serem descritos.

O canvinismo marcou a segunda fase da reforma protestante e inicialmente foi um movimento luterano, até que começou a se diferenciar e seguir caminho próprio graças a influência de inumeros escritores reformados, do qual Calvino fazia parte.

fontes: link link link

domingo, 28 de junho de 2020

"Quem não vem pelo amor, vem pela dor" está na Bíblia?

Vem pelo amor ou pela dor
Essa frase é clássica e muito usada por cristãos quando tentam convencer outras pessoas a se achegarem a Cristo, sejam elas conhecedoras do evangelho e que por algum motivo se afastaram, ou não.  

Apesar de a frase ser usada com muita frequência no meio cristão, o que leva muitos a pensarem que trata-se de um versículo bíblico, ela não está na Bíblia e, na verdade, é apenas uma daquelas “frases de efeito”.

Ok. Que ela não está na Bíblia nós já sabemos, mas será que faz algum sentido dizer que se alguém não vier pelo amor, virá pela dor? Se isso fosse real, todas as pessoas só precisariam passar por um período de sofrimento para depois alcançarem a salvação, já que de uma forma ou de outra elas se voltariam para Deus.

É claro que existem exceções. Algumas pessoas, devido a uma situação complicada que passaram ou que estão passando, se achegam mais ao evangelho e a Deus. Mas outros, acabam até se afastando cada vez mais dEle. 

Existe uma linha de pensamento vinda do Calvinismo, iniciada por Calvino, que diz que todos aqueles que pertencem ao Senhor virão a Ele, pois já foram escolhidos. 

Já a linha de pensamento Arminianista, oriunda de Arminio, diz que o homem tem a capacidade de decidir se achegar a Deus ou não. 

Pode ser que pessoas venham - a Cristo - em momentos bons, momentos ruins, ou pode ser que não venham em momento algum. O importante é que nós vivamos o evangelho puro e simples e que, assim, possamos anunciar o evangelho para sermos capazes de levar mais e mais pessoas a Cristo, como fez André (apóstolo de Jesus).

Se você não leu o texto sobre André, te convido a ler clicando aqui.


Mas e você, o que acha a respeito desse assunto? Deixe sua opinião.


 


domingo, 24 de maio de 2020

Não cai uma folha da árvore se Deus não deixar?

Imagem ilustrando uma folha caindo da árvore
"... Deus proverá, Não cai uma folha da árvore, Se Deus não deixar..."

Quem nunca ouviu ou cantou a seguinte música:?

Alguns cantores a interpretam, uma das mais conhecidas é a versão da Shirley Carvalhais. - veja aqui: link

Mas será que encontramos esse texto na Bíblia?
Eu mesmo já cantei várias vezes essa música e até cheguei a ouvir algumas pregações sobre isso.

Aconteceu que hoje me veio a seguinte dúvida: "Em qual versículo isso está escrito?". E para minha surpresa, depois de realizar algumas pesquisas, vi que essa frase não está na Bíblia, não existe nenhum versículo a respeito disso.

Essa frase, na verdade, é encontrada no texto do Alcorão:

Ele possui as chaves do incognoscível, coisa que ninguém, além d’Ele, possui; Ele sabe o há na terra e no mar; e não cai uma folha (da árvore) sem que Ele disso tenha ciência; não há um só grão, no seio da terra, ou nada verde, ou seco, que não esteja registrado no Livro lúcido. - Surata (Sura, surata ou surat [árabe: سورة sūrah] é nome dado a cada capítulo do Alcorão.)  59. 

Muitos textos falam sobre a soberania, onipresença e onisciência de Deus e fazem-nos ter um deslumbre da frase em questão, afinal existem muitas semelhanças entre ela e alguns textos bíblicos - ou seja, consciente ou inconscientemente nós a assimilamos como um versículo.

Experimente fazer um teste. Pergunte pra alguém sobre essa frase, se ela é ou não um versículo e em que livro e capítulo da Bíblia podemos encontra-la. Imagino que muitos irão dizer que é um versículo, mas com certeza não conseguirão provar e então se darão conta que estão errados. Outros, talvez dirão que se trata de um dito popular ou algo do tipo.

É claro que isso não tira a beleza da frase, mas serve para termos mais atenção nas coisas que ouvimos e aprendemos. O segredo é sempre ler e quando tiver uma dúvida, procurar entender os porquês e de onde aquilo surgiu.

Assim como a expressão deste texto, tem uma outra bem conhecida: "Se não vem por amor, vem pela dor" - Mas isso já é assunto para um outro texto.

sexta-feira, 8 de maio de 2020

Joquebede - A Mãe de Moisés

Joquebede - A mãe de Moisés

Como o dia das mães está próximo, por que não falar um pouco sobre uma das mães mais corajosas da Bíblia? Vamos falar de Joquebede.


Mãe de Moisés, Arão e Miriã e esposa de Anrão - em hebraico: עַמְרָם, hebraico transliterado: Amram, cujo significado é Amigo do mais alto ou "amigo do Altíssimo". Conforme Êxodo 6:20,  - da tribo de Levi, descendente dos Coatitas. - Essa Foi Joquebede. Uma mulher de fé, sabedoria, confiante e humilde.

Ao saber que faraó iria matar todas as crianças - conforme esse texto: "Então ordenou Faraó a todo o seu povo, dizendo: A todos os filhos que nascerem lançareis no rio, mas a todas as filhas guardareis com vida." Êxodo 1:22 - para assim impedir que o povo judeu se multiplicasse e ficasse forte o bastante ao ponto de poder se voltar contra aqueles que os escravizavam e dessa forma sair de baixo da escravidão, Joquebede teve uma atitude inusitada, corajosa e de muita fé.

Ela pegou um cesto feito de junco - Juncus é um gênero botânico de plantas floríferas conhecidas como juncos, pertencente à família das Juncaceae. É um grupo de plantas semelhantes às gramíneas que crescem, em geral, nos alagadiços. O junco verdadeiro constitui uma única família - e o vedou com piche e betume - bitume ou pez mineral é uma mistura líquida de alta viscosidade, cor escura e é facilmente inflamável. É formada por compostos químicos - e deixou o cesto com a criança dentro à margem do rio Nilo.

O texto sobre todo esse acontecimento pode ser encontrado em Êxodo 2, da Bíblia Sagrada.

Resumindo um pouco a história, o texto informa que Miriã, irmã de Moisés, seguiu o cesto até o ponto em que a filha de faraó encontra o cesto com a criança, tem dó do menino e começa a cria-lo. E o mais interessante é que a pessoa que foi chamada para ser ama de leite desta criança foi justamente Joquebede, a mãe de Moisés.

Joquebede teve fé, coragem, sabedoria e humildade ao aceitar ser ama de leite de seu próprio filho. Sabedoria pois não contou sobre quem era, o que poderia causar vários problemas e humildade em aceitar ser uma serva, devendo obrigações à princesa, para conseguir ficar próxima de seu filho e praticamente cuidar dele como uma mãe - o que realmente era.

E quem diria que esse ato de coragem e amor salvaria a vida de seu filho e depois de adulto este mesmo filho viria a ser o libertador do povo de Israel da escravidão de faraó? 

Vamos a algumas curiosidades sobre Joquebede:

  1. Ela era da tribo de Levi
  2. Ela era prima de seu marido Anrão, conforme consta em: Êxodo 6:20.
  3. Segundo Jerônimo de Estridão, Joquebede nasceu de Levi e Melcha no Egito quando Levi tinha 64 anos de idade - Informação encontrada no Wikepédia.
  4. Ela está sepultada no Túmulo das Matriarcas em Tiberíades. (sem fontes para comprovar) - Informação encontrada no Wikepédia.
Imagem que mostra árvore genealógica de Joquebede
Imagem encontrada no Wikepédia

quarta-feira, 29 de abril de 2020

O camelo e a agulha

Imagem ilustrando o camelo e a agulha
Com certeza você já ouviu uma pregação sobre o camelo passar pelo fundo de uma agulha. Eu mesmo ouvi muito, principalmente na minha infância e adolescência.

Para melhor entender, vamos ler o texto onde Jesus fala sobre isso:

Eis que alguém se aproximou de Jesus e lhe perguntou: "Mestre, que farei de bom para ter a vida eterna? "
Respondeu-lhe Jesus: "Por que você me pergunta sobre o que é bom? Há somente um que é bom. Se você quer entrar na vida, obedeça aos mandamentos".
"Quais? ", perguntou ele. Jesus respondeu: " ‘Não matarás, não adulterarás, não furtarás, não darás falso testemunho,
honra teu pai e tua mãe’ e ‘amarás o teu próximo como a ti mesmo’".
Disse-lhe o jovem: "A tudo isso tenho obedecido. O que me falta ainda? "
Jesus respondeu: "Se você quer ser perfeito, vá, venda os seus bens e dê o dinheiro aos pobres, e você terá um tesouro no céu. Depois, venha e siga-me".
Ouvindo isso, o jovem afastou-se triste, porque tinha muitas riquezas.
Então Jesus disse aos discípulos: "Digo-lhes a verdade: Dificilmente um rico entrará no Reino dos céus.
E lhes digo ainda: é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus".
Ao ouvirem isso, os discípulos ficaram perplexos e perguntaram: "Neste caso, quem pode ser salvo? " Mateus 19:16-25

É sempre bom lermos o contexto e não pegarmos versículos isolados para que possamos entender o que estava acontecendo e porque aquilo foi falando naquele momento.

Como podemos ver, um jovem rico chegou até Jesus e perguntou como ele deveria proceder para ter a vida eterna, Jesus então o orienta e após ouvi-lo o jovem simplesmente se desanima com a resposta do Mestre. Nesse momento Jesus declara: "E lhes digo ainda: é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus."

Esse texto nos mostra o quanto é extremamente difícil para um rico entrar no reino dos céus e isso está bem explícito no texto. Sobre a dificuldade eu acredito que não há dúvidas, mas será que o passar de um camelo pelo fundo de uma agulha, quer dizer uma agulha mesmo?

Vamos a algumas possíveis explicações:

Alguns dizem que foi exatamente o que Jesus quis dizer: Camelo passando pelo fundo de uma agulha, expressando assim a grande dificuldade de um rico em conquistar a salvação.


Outros indicam que "camelo" seria uma espécie de "corda" ou "cabo". Por algum erro de escrita, acabou-se alterando a palavra kámelos (animal, literal), por kámilos (corda ou cabo). Ou seja uma tradução errada do texto.

Também há quem diga que "agulha" referia-se às portas de Jerusalém, pois os camelos que chegavam de regiões distantes carregados de fardos e preciosidades precisam se curvar quase até o chão ou depor a carga.

Na sua opinião algumas dessas possíveis explicações fazem sentido ou você tem uma teoria diferente? Deixe seu comentário.





quarta-feira, 22 de abril de 2020

O que Deus odeia?

Imagem ilustra o que Deus odeia
É meio estranho pensar que Deus, todo poderoso, possa odiar e abominar alguma coisa, mas encontramos na bíblia um versículo que fala justamente sobre isso. O versículo é esse:
"Estas seis coisas o Senhor odeia, e a sétima a sua alma abomina: Olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, O coração que maquina pensamentos perversos, pés que se apressam a correr para o mal, A testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos."  Provérbios 6:16-19
Vou deixar um pouco mais fácil de lermos quais são as 6 coisas que Deus odeia e a que a alma dEle abomina. 

Odiadas:
  1. Olhos altivos
  2. Língua mentirosa
  3. Mãos que derramam sangue inocente
  4. Coração que maquina pensamentos perversos
  5. Pés que se apressam a correr para o mal
  6. Testemunha falsa que profere mentiras

Abominada:
  1. O que semeia contendas entre irmãos.

Vou tentar falar um pouco sobre cada uma dessas coisas, afinal, o que leva Deus a ter esses sentimentos?

Odiadas
1. Olhos Altivos: Olhos altivos tem a ver com orgulho, mas não de uma forma boa, mas um orgulho ruim, algo relacionado a soberba, arrogância. É relacionado a alguém que acredita ser superior aos outros, uma pessoa egoísta e prepotente.

2. Língua mentirosa: Existem vários versículos sobre a mentira, um deles está em João 8:44, "... Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.". Deus odeia a língua mentirosa.

3. Mãos que derramam sangue inocente: Esse é um motivo autoexplicativo. Deus odeia pessoas que matam pessoas inocentes.

4. Coração que maquina pensamentos perversos: Pessoa que vivem tramando, planejando e cria planos perversos em suas mentes com objetivos diversos: tal como fazer mal ao outro.

5. Pés que se apressam a correr para o mal: Pessoas que têm como primeira opção a prática da maldade. 

6. Testemunha falsa que profere mentiras: Pessoa que acaba proferindo uma mentira em benefício próprio ou até mesmo para prejudicar alguém por algum motivo específico. Neste caso a pessoa pode até não ter uma língua mentirosa, mas acaba caindo no ato pelos motivos já citados.

Essas são as 6 coisas que Deus odeia, agora vou falar um pouco sobre aquela que a alma de Deus abomina.

Abominada

1. O que semeia contenda entre irmãos.

Semear contenda é a atitude de falar mal, fazer coisas que colocam uns contra os outros. Criar intrigas e confusões.

Um dos motivos que me levam a ver o porque Deus abona tal ato é ver o quanto Ele preza em nos ver sempre vivendo em harmonia e paz. Deus valoriza a união entre as pessoas, entre irmãos.

Isso fica claro pra mim na oração de Jesus, Veja:

"Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; O pão nosso de cada dia nos dá hoje; E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; E não nos conduzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém." Mateus 6:9-13

Se prestarmos atenção, é sempre "Pai nosso, Pão nosso, nossas dívidas, nós perdoamos aos nossos devedores, não nos conduzas, livra-nos". Não existe lugar para as palavras meu e eu. O destaque é sempre o conjunto.

Deus valoriza a vida em comunhão, harmonia e paz e por conta disso Sua alma abomina aquele que semeia contenda entre os irmãos e destrói essa união que Ele tanto demonstra valorizar.

Termino esse texto com o versículo que está em Salmos 133:1-3:

"Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes. Como o orvalho de Hermom, e como o que desce sobre os montes de Sião, porque ali o Senhor ordena a bênção e a vida para sempre. "

Um contraponto para esse texto, algo que alguém me disse e que ouço frequentemente: “Mas se Deus é amor, se Ele ama a todos, como pode haver ódio em Deus?

O que você acha de tudo isso? Deixe sua opinião.